Postagens

Fundo que desistiu da compra da Victoria’s Secret agora pode levar a JC Penney

Imagem
A Sycamore é um fundo de private equity nova-iorquino especializado na aquisição de empresas em dificuldades. No passado, a gestora comprou a rede de material para escritórios Staples, a empresa de roupas femininas Talbots e a operadora de lojas de departamento Belk. Mais recentemente, a Sycamore tentou assumir o controle da rede de roupas femininas Victoria’s Secret, do grupo L Brands, que também passa por turbulências. O negócio de US$ 525 milhões chegou a ser fechado e anunciado. Mas depois, por conta da Covid-19, o fundo desistiu da transação. Agora, a Sycamore está tentando adquirir a centenária rede de lojas de departamento JC Penney, segundo uma reportagem da Reuters, citando fontes anônimas. A JC Penney, que está em concordata, tem até o dia 15 de julho para chegar a um acordo com seus credores e evitar a falência. As vendas da empresa atingiram US$ 10,7 bilhões em seu ano fiscal mais recente e caem desde 2015. A companhia não dá lucro há quase uma década. Desde que pediu …

SoftwareONE adquire GorillaStack e avança no gerenciamento em nuvem

Imagem
A SoftwareONE Holding AG anunciou a aquisição da GorillaStack, uma plataforma SaaS de gerenciamento de custos em nuvem e de monitoramento de eventos em tempo real para Amazon Web Services (AWS). A iniciativa deve aumentar recursos de automação e segurança da SoftwareONE, acelerando assim seu caminho para inovação em gerenciamento de nuvem. Essa plataforma também estará disponível para clientes de Microsoft Azure num curto prazo.
A GorillaStack (Gorillastack.com) foi fundada em Sydney, Austrália, em 2015, pelos empreendedores Oliver Berger, atual CEO, e pelo Elliott Spira, CTO da empresa. Hoje, é uma das quinze organizações em todo o mundo a alcançar o status de competência AWS Cloud Management Tools para otimização de recursos e custos. 
Os recursos de gerenciamento de nuvem da empresa serão adicionados ao PyraCloud, software líder de mercado da SoftwareONE, uma plataforma abrangente de gerenciamento de custos para ambientes de software e nuvem. 
A adição da GorillaStack irá aprimorar …

Yduqs acerta compra do grupo Athenas; transação pode movimentar até R$ 300 milhões

Imagem
Yduqs (YDUQ3) informou nesta quinta-feira que acertou a compra da Athenas, grupo educacional com unidades em Rondônia, Acre e Mato Grosso.O valor inicial da operação é de 120 milhões de reais, sendo 106 milhões de reais à vista e 14 milhões após cinco anos. Além disso, o contrato prevê um pagamento adicional de 600 mil reais se o grupo adquirido conseguir vagas para curso de medicina, o que pode elevar o valor da operação em até 180 milhões de reais.Segundo a Yduqs, o grupo tem nove mil alunos, tem 67 cursos de graduação, cursos técnicos superiores e programas de pós-graduação, além de um potencial para 300 vagas/ano de medicina.“A aquisição preenche 3 das 17 regiões de influência prioritárias identificadas em nosso planejamento estratégico, além de estarem localizados em regiões de maior crescimento econômico, como o Centro-Oeste e Norte do país”, afirmou a Yduqs em fato relevante. Em 2019, o Grupo Athenas teve receita líquida de 94,5 milhões de reais e Ebitda ajustado de 15 milhões…

Resultado das empresas de tecnologia melhora em 2018

Imagem
A Akurat analisou o resultado de 74 empresas do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), que publicaram seus balanços até o dia 16 de maio de 2019, e constatou um crescimento de 8,14% na receita liquida em comparação com o ano de 2017.

Esse crescimento representa um aumento real de 4,4% acima da inflação medida pelo IPCA para o ano de 2018 (3,7%).

Alem do crescimento de 8,14% na Receita Liquida, o ano de 2018 foi um ano de melhoria nas margens brutas e no lucro liquido. A crise dos últimos anos obrigou as empresas de TIC a dar mais atenção a lucratividade dos contratos do que ao crescimento da receita a qualquer preço que vinha sendo praticado a vários anos nesse mercado, afirma Klaus Ehmke. As empresas do setor continuam sofrendo dificuldades de caixa, pois grande parte de seus custos são mão de obra que precisam ser pagas mensalmente e os clientes pressionam para pagar os serviços em 60, 90 e até 120 dias. Isso tem gerado os problemas de fluxo de caixa e reduzido o lu…

Justiça condena 7 ex-executivos do banco Panamericano

Imagem
A Justiça de São Paulo condenou 7 ex-diretores do Banco Panamericano. Eles são acusados de gestão fraudulenta e crimes de "colarinho branco" entre 2007 e 2010. Todos os réus poderão recorrer em liberdade.
O banco Panamericano, criado pelo empresário Silvio Santos, foi socorrido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em novembro de 2010, para evitar uma liquidação pelo Banco Central. O banco escondeu um rombo bilionário e seus executivos foram acusados de fraude contábil. No ano seguinte, o Panamericano foi vendido para o banco BTG Pactual.
A sentença do juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal Criminal em São Paulo, julgou parcialmente procedente o pedido do Ministério Público Federal. Além de condenar os 7 executivos, o juiz também absolveu 10 réus, funcionários e executivos do banco, de todas as acusações por falta de provas.
Veja quais são os executivos condenados e as penas aplicadas: Luiz Sandoval, ex-presidente do conselho de administração, a 6 anos e 6 meses d…

10 tendências para o setor da Saúde Suplementar em 2018

Imagem
Em 2018 serão muitas as incertezas acerca dos panoramas econômico, financeiro, político e social no Brasil. E particular, o setor de Saúde abrigará grandes mudanças que poderão trazer maior dinamismo e prosperidade às operadoras de saúde, hospitais e outros negócios do segmento.
Podemos apontar 10 tendências a serem concretizadas ao longo do ano, sendo que cada uma delas traz riscos e também grandes oportunidades, a saber: 
1) Retomada do Crescimento do Mercado: nos últimos anos, observamos a redução de cerca de 3 milhões de vidas no total de usuários de planos de saúde. No entanto, diversos indicadores econômicos recentes, bem como as alterações na legislação trabalhista, corroboram para uma redução do desemprego em 2018, favorecendo especialmente os Planos de Pessoa Jurídica. 
2) Importantes Alterações Legais: é provável que o novo Marco Legal do setor seja alterado com o Projeto de Lei 7419/2006 e outras impactantes Resoluções Normativas (RNs) da ANS. 
3) Expansão dos Investimento Pr…

Brasil segue no radar dos investidores

Imagem
Para o chefe de Economia e Estratégia para América Latina do Bank of America Merrill Lynch, Claudio Irigoyen, mesmo que o cenário político no Brasil no ano que vem esteja nebuloso e confunda o mercado, ainda há um grande interesse internacional por empresas brasileiras.

Na avaliação do executivo argentino, o País segue no radar dos investidores internacionais embora pudesse se beneficiar ainda mais se fosse menos fechado. A seguir, os principais trechos da entrevista.

O Brasil se recupera da crise mais rapidamente do que o imaginado pelos investidores?

Sim, com certeza. Os indicadores mais recentes da economia nos dão ideia de que o Brasil está virando esse jogo e a capacidade de recuperação do País é impressionante. O atual cenário nos leva a pensar em uma recuperação na casa dos 3% no ano que vem. Obviamente, tudo que está relacionado às eleições do ano que vem terá impacto nessa recuperação. Embora seja importante ter em mente que anos eleitorais afetam os

Rival chinesa da Uber pode comprar a 99

Imagem
O mercado brasileiro de transportes por aplicativo pode estar prestes a receber um belo chacoalhão. De acordo com informações ainda não confirmadas oficialmente, a Didi Chuxing, uma das principais empresas desse setor na China, estaria prestes a adquirir uma parcela majoritária da 99.
Seria mais uma etapa do investimento global que está sendo feito pelo conglomerado chinês rumo a uma expansão internacional. Para isso, a companhia já teria levantado US$ 4 bilhões para investimento fora de suas fronteiras, com boa parte desse montante obtido com a Softbank, gigante das telecomunicações no Japão que também está de olho no segmento de transportes. Desse dinheiro todo, pelo menos uma parcela já está no Brasil.
Isso porque, em julho deste ano, a Didi anunciou um investimento de US$ 100 milhões na 99, seus primeiros passos no mercado brasileiro. Na época, o valor exato não foi divulgado pela companhia nem o intuito do aporte financeiro em nosso país, mas tudo indicava um olhar mais apurado sob…