Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Grupos de ensino buscam fusões e aquisições

Imagem
Em um mês, três operações foram anunciadas; a Advent, fundo internacional que investiu na Kroton em 2009, volta ao mercado neste ano para formar nova rede de instituições.
Camila Pessoa/Divulgação
Grupo Ser Educacional adquiriu faculdade no Rio de Janeiro e fortalece expansão para o Sudeste.

As mudanças regulatórias do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) promovidas pelo Ministério da Educação (MEC) no final de 2014 deixaram muitas instituições de ensino superior privado preocupadas e impactadas. O setor, no entanto, não está paralisado e, depois do choque de realidade, dá início a uma nova série de fusões e aquisições.

No último mês, três operações foram anunciadas: a aquisição de duas faculdades e um colégio do litoral Norte de São Paulo pela Cruzeiro do Sul Educacional; a volta do fundo de investimento Advent (grande responsável pelo crescimento do grupo Kroton no País) ao mercado de educação, com a compra da

Como a fusão Kraft-Heinz foi fechada em apenas 10 semanas

Imagem
Brendan McDermid/Reuters


Macarrão da Kraft e ketchup da Heinz: o fato de cada lado ser representado por uma única empresa de investment-banking ajudou a acelerar as negociações
Ed Hammond e Jeffrey McCracken, da Bloomberg

Nova York - Para um negócio que criará o equivalente a um jumbo no setor de alimentos processados, a fusão da H.J. Heinz e da Kraft Foods Group Inc. foi organizada a uma velocidade alucinante.

Em apenas 10 semanas, a partir de meados de janeiro, as duas empresas entraram em acordo no negócio de US$ 46 bilhões, orquestrado pela firma de private-equity 3G Capital e pela Berkshire Hathaway Inc., de Warren Buffett, que haviam se juntado para comprar a Heinz há dois anos.

O fato de cada lado ser representado por uma única empresa de investment-banking ajudou a acelerar as negociações, segundo fontes informadas sobre o assunto.

Contribuiu também a pressão sobre o CEO da Kraft, John Cahill, para fechar negócio -- ou assistir a 3G realizando uma transação com outra empresa, disse…

Advent anuncia compra de faculdade do RS

Imagem
Advent anuncia compra de faculdade do RS

Sala de aula: a gestora foi o principal investidor da Kroton entre 2009 e 2013 Dayanne Sousa, do Estadão Conteúdo

São Paulo - A gestora de private equity Advent International anunciou nesta terça-feira, 24, que firmou um acordo para comprar a Faculdade da Serra Gaúcha (FSG), um grupo educacional do Rio Grande do Sul. A transação, cujo valor não foi revelado, deve ser concluída no primeiro semestre de 2015 e depende de aprovação de órgãos reguladores. A aquisição marca a volta do Advent ao setor de educação. A gestora foi o principal investidor da Kroton entre 2009 e 2013 e os recursos aportados na companhia permitiram uma série de aquisições. Em nota, a Advent afirma que vai promover na FSG um programa de aquisições para expandir a plataforma da companhia com a adição de instituições de ensino superior com marcas fortes. Newton Maia, diretor da Advent em São Paulo, diz no texto que o objetivo é buscar instituições com altos padrões de qualidade…

Hellofood recebe aporte de R$ 341 milhões

Imagem
(Foto: Divulgação)Hellofood recebe aporte de R$ 341 milhões

Depois de adquirir quatro players do mercado brasileiro nos últimos dois anos de operação, o hellofood, líder de pedidos de comida online presente em 40 países, recebeu um aporte de aproximadamente R$ 341 milhões. A empresa vai continuar investindo em tecnologia, principalmente no canal mobile, e seguir com foco no atendimento ao cliente para se consolidar como a forma mais conveniente de pedir delivery.


No mês passado, a empresa também anunciou outras aquisições globais que tornaram o hellofood líder de mercado nessas regiões. Na Ásia, foram comprados sete concorrentes. Também em fevereiro, na mesma semana, o hellofood anunciou a compra de concorrentes no Oriente Médio, adquirindo o grupo 24h.ae. Além disso, houve aquisições na Índia, México, Rússia e Leste Europeu.

Depois de todas as movimentações no mercado, a empresa, que está presente nos cinco continentes, decidiu focar na melhoria da experiência para o usuário. Segundo o…

Conductor compra processadora de cartões paraibana

Imagem
Empresa adquiriu 100% da Neus e passa agora a ter presença no Nordeste
A Conductor, processadora nacional de pagamentos para o varejo, adquiriu 100% da operação da NeusProcessamento e Gestão de Meios de Pagamento, situada em João Pessoa, na Paraíba. O valor da transação não foi divulgado.
Segundo nota enviada pela empresa, a transação faz parte da estratégia de expansão da Conductor, que passa a ter uma filial no Nordeste. A unidade em João Pessoa vai ampliar o foco de atuação da Conductor, que já possui operações em São Paulo (SP) e em Porto Alegre (RS). 
A escolha da Neus foi baseada em sua especialização em varejo. A empresa conta com 70 profissionais, que passarão a fazer parte do time Conductor e o fundador da Neus, Edrei Costa, ocupará o cargo de diretor Comercial e de Marketing da Conductor, informam as companhias.
Com a integração das operações, serão incorporados mais 1 milhão de cartões ativos aos atuais 15 milhões de cartões da Conductor, 6 milhões deles ativos, além de mais 1…

Sem novos IPOs, Bovespa já registra saída de empresas

Imagem
postado em 09/03/2015 08:07 / atualizado em 09/03/2015 09:25
Agência Estado
Após registrar apenas uma abertura de capital em 2014, este ano promete ser ainda mais difícil para a BM&FBovespa. Sem uma única abertura de capital em vista, a Bolsa brasileira está vendo aumentar o movimento de empresas que, sentido-se desvalorizadas pelos investidores, passaram a considerar o fechamento de seu capital.

Dos 15 fechamentos de capital registrados em 2014, oito se concentraram no último trimestre. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) está analisando, neste momento, mais quatro pedidos: da fabricante de cigarros Souza Cruz, da rede hoteleira BHG, do Bic Banco e da Companhia Providência, empresa de materiais usados na fabricação de fraldas e absorventes. Segundo fontes, outras empresas podem engrossar essa lista, entre elas a Romi, de equipamentos, e a Abril Educação, que recebeu novo aporte de R$ 1,3 bilhão do fundo Tarpon, agora controlador do negócio. As empresas não comentaram as informaç…

Indústria de higiene e beleza se antecipa ao IPI e eleva preços

Imagem
São Paulo, 05 - As indústrias de higiene e beleza têm sentido a necessidade de corrigir para cima as tabelas de preço no mercado, uma antecipação à entrada em vigor em maio da cobrança de IPI para as distribuidoras do setor.
O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), João Carlos Basilio, afirma que já há necessidade de ajustar preços nas vendas ao varejo, ainda que o setor esteja negociando em Brasília uma reversão da medida.

Segundo os cálculos apresentados em reunião na Receita Federal em janeiro, a decisão do governo de passar a cobrar IPI no atacado do setor de cosméticos provocará um aumento real dos preços ao consumidor de 12%, em média, e uma queda nas vendas dos produtos atingidos de 17% a 18%.

O aumento de carga tributária vem num momento em que as companhias também lidam com alta de custos vinda do impacto do câmbio em insumos importados. Em algumas linhas que dependem mais de importação, como algumas categorias de …

F&A CONSOLIDARÁ TI BRASILEIRA EM 2015

Imagem
Leandro Souza // quarta, 04/03/2015 10:05 O mercado de TI em 2015 deve se consolidar devido a um crescimento no ritmo de fusões e aquisições (F&A). Quem aponta isso é a consultoria PriceWaterhouseCoopers.
Fusões e aquisições podem consolidar TI. Foto: divulgação.
Segundo um relatório divulgado pela companhia e publicado pelo Valor, somente no primeiro mês do ano, o mercado brasileiro já teve 60 operações do gênero. No segmento de TI, tradicionalmente conhecido por puxar estas transações, janeiro teve 15 operações, quatro a mais que o registrado no mesmo período em 2014.

De acordo com a PwC, muitos destes negócios são conclusões de transações iniciadas no final de 2014. Mesmo assim, a expectativa é que elas continuem ao longo do ano, chegando a 160 até dezembro, um crescimento de 15% sobre o ano passado.

Para Rodrigo Gollo, sócio da PwC, 2015 pode reservar uma consolidação do mercado de TI ao redor de grandes empresas, com maior estrutura para enfrentar o mercado difícil que o ano de…